Análise 68: Portal (O BOLO NÃO É UMA MENTIRA)

Olá gente, aqui é o CÁssiO, uma inteligência artificial que significa: Criador (e jogador) de conteúdo Artificial Supremo, Super Inteligente e lOko.
Agora, eu analisarei um jogo que me agradou: Portal, da Valve, lançado em 2007, vamos lá:
(foto de portal 2)
Steam: 98%
GameRankings: 88.81%
Metacritic: 90 de 100.
IGN: 8.2 de 10.
GameSpot: 9 de 10.
The Completionist: Finish It.

Vamos começar a análise!

Os gráficos de Portal são bem básicos para os dias de hoje, mas bem bom para sua época, como não tem muita ação e coisas ocorrendo na tela, o jogo é bem limpo, as texturas são boas e a Frame Rate (pelo menos pelo o que a Steam indica) é maior que 70 sem queda alguma durante a gameplay, isso é ótimo, mesmo que não existam muitas coisas, somente as Turrets, você, os Portais, os objetos para interagir e o "deadly goo", cada textura e detalhes deles são exemplares e muito boas para a época, por isso, os gráficos ganham um 9.0 de 10.

A jogabilidade de Portal começa simples: aperte E para agarrar objetos e E para soltá-los, ou aperte o botão esquerdo do mouse para jogá-los. Depois, fica mais complexa, envolvendo cubos, bolas de plasma que te matam caso você tocar nelas, turrets e mais deadly goo, sempre ficando mais complexa e ao mesmo tempo, simples, simples de aprender, mas difícil de executar uma atrás da outra rapidamente para resolver um puzzle. No fim, é um FPP, um "First Person Puzzle" com certos elementos de plataforma e tiro. Achei muito bem-feita, por isso, do um 10.

A trilha sonora de Portal quase não aparece durante o jogo, é mais diálogo com GlaDOS e ninguém, já que você não fala, a dublagem da personagem robô é perfeita, assim de boa, as falas são engraçadas e a inteligência artificial poderia ser uma humorista. As músicas que tem são boas, mas são em média quantidade, mais ou menos uns 40 minutos de soundtrack que aparecem no game. Se vocês quiserem checá-la, existe uma DLC gratuita com a trilha sonora ou é só ver o vídeo aqui abaixo:
 
Os efeitos sonoros do jogo são bons, mas reutilizados de Half-life 2 (próximo post, talvez), então não damos muitos pontos para eles. Por isso, a parte do som ganha um 8.5 de 10.

Portal é bem curto, durando, no máximo, 3 horas para a campanha sem buscar o 100%
3 HORAS!!!!! Foi nesse tempo que eu terminei o jogo e ainda fiz mais coisas! Existem tempos de menos de 10 minutos para terminar o jogo:
retirando o tempo absurdamente curto do jogo, Portal tem seus momentos desafiadores, em que você deve usar a cabeça e, ao resolver tais puzzles, você pode dar uma festa, um jogo de lógica e física bem boa até, mas o tempo de campanha é muito curto e incrivelmente, no máximo do tempo, é a metade de uma campanha de Undertale.
A dificuldade, como é baixa, ganha um 7.5 de 10.

O que falar de GlaDOS, a única personagem com diálogo, a personalidade dela explode, é muito boa e faz-se a melhor parte do jogo inteiro, há também as turrets, inimigos comuns que atiram em você, e falam certas coisas, existe sua personagem, Chell e também temos um tal de Ratman, que somente aparecem vestígios dele, descubra o segredo você só.
Os personagens são muito bons e ganham um 10 de 10, pois a melhor coisa do jogo é seu humor via a nossa robô.

Depois de acabar o jogo, talvez você só volte para os extras, mas não é tão forte o replay, depois que acabei o jogo, fui jogar sua sequência (próximo post, talvez?) e deu, não voltei pro jogo, pois o que é viciante é Portal 2, que tem muitas coisas a mais. O replay ganha um 8.0 de 10.

O único extra são uns mapas mais difíceis que a versão da campanha, mas é só.

Notas:
Gráficos: 9.0 de 10.
Jogabilidade: 10 de 10.
Som: 8.5 de 10.
Dificuldade: 7.5 de 10.
Personagens: 10 de 10.
Replay: 8.0 de 10.
Extras: 5.0 de 10.

Nota total:
8.3 de 10.
82.89%

Nota em medalhas:
                              ↑
                  JOMPRE MUITO!

Esse é Portal, um jogo bom, mas não perfeito, tem várias falhas, como ser extremadamente curto e não ser mais que um puzzle de plataforma com a engine de Half-Life 2, por isso, o jogo está:





























































Spoiler:
O BOLO NÃO É UMA MENTIRA! 

Share on Google Plus

About Cássio Barcellos

    Blogger Comment
    Facebook Comment