Análise de filmes 15: Cada um Tem a Gêmea que Merece (ADAM SANDLER, SEU P*TO!) ESPECIAL DIA DO IRMÃO!

Jack and Jill é o filme que irei analisar hoje, é terrível! Mas é o especial do dia do irmão.
Rotten Tomatoes: 3%
Metacritic: 23%
IMDb: 3.4 de 10
Esse filme é um rip-off (ou seja, uma cópia barata) de um filme antigo, Glen or Glenda, que se trata sobre um Transexual. Pois há uma hora no filme em que Sandler se veste de mulher para ir num encontro com Al Pacino (tá no Netflix).
O filme conta a história de Jack, interpretado por Adam Sandler, que, como sempre, é rico e é casado com uma mulher bonita, um clichê que você sempre vê. Até que sua gêmea, também interpretada por Sandler, Jill, viaja para comemorar o Dia de Ação de Graças com sua calopsita Poopsie, que, em português, seria como "bostinha", uma coisa que define todos os personagens desse filme. Todos os personagens não são engraçados e mal desenvolvidos, as piadas que deveriam acontecer não têm graça nem um pouco, outras características são que eles são estereótipos de povos, a Judia, o Mexicano que é mal de vida, uma criança Indiana que é apenas idiota, um sem-teto, etc. Todos eles são irritantes, idiotas e sem graça! Jill é irritante, estúpida e cria as piores partes do filme fazendo piadas com seu porte físico, peso, amor pelo irmão (no sentido de INCESTO!), estupidez e também o seu c*, que solta um monte de piadas de peido horríveis que te fazem ter vontade de matam Adam Sandler antes dos 30 minutos do filme! Os colegas de Jack em sua companhia de propaganda são chatos e também estereótipos, que fazem piadas ainda piores do que os protagonistas. Jack tem dois filhos, adotados, um indiano que tem vício em colar coisas no seu corpo com fita adesiva, o que cria momentos muito... não engraçados. A "filha" de Sandler é chata e só tem uma cena "decente", que é quando ela faz movimentos ultra "verdadeiros" de karatê para o tiozinho sem-teto que foi para a festa de ação de graças. O pior foi o mal uso de Al Pacino, o homem que fez Scarface no filme de 1983, o do:
E Michael Corleone de O Poderoso Chefão! A atuação desse ator foi cagada pois o maior rolo dele nesse filme é fazer um comercial de Dunkin Donuts? E ter um "romance" com Jill? É ASSIM QUE VOCÊ F*DE UM ATOR! Falando nisso de comerciais, o filme tem um monte de propagandas, de filmes, como Scarface, de marcas, como Sony, Dunkin Donuts, Coca-Cola, Microsoft, Google, etc. É muita m*rda o que fizeram. Pergunta: Eu já falei quão irritantes são os personagens?
As piadas são terríveis e na metade das vezes eu tive vontade de chorar, elas são muito parecidas a outros filmes de Sandler, piadas escrotas de peido, mijo, de pessoas acima do peso e claro, do órgão masculino. Não assista, o filme tenta passar a mensagem de "seja legal com irmãos", mas faz isso de forma tão irritante, chata e idiota que não se pode terminar o filme, como Jack fala no filme "eu me mato".

Para Jack And Jill eu dou um:
0.1 de 10.
1%

O PIOR FILME DA HISTÓRIA! Piores piadas, personagens e tudo mais. O filme ganhou 10 prêmios do Framboesa de ouro, que é como um Oscar, para os piores filmes, nas categorias de: Pior Ator (Adam Sandler), Pior Atriz (Adam Sandler), Pior Ator de Suporte (Al Pacino), Pior Atriz de Suporte (David Spade quando estava vestido de mulher), Pior Filme, Pior Diretor (Dennis Dugan), Pior Roteiro, Pior Casal na Tela (Adam Sandler e Al Pacino, Adam Sandler e Katie Holmes, Adam Sandler e Adam Sandler), Pior Figurino e Pior Prequel, Remake, Cópia Barata ou Sequência (cópia barata de Glen or Glenda). Eu achei ofensivo que o filme acha que Ateus são do mal, eu sou ateu, por exemplo. O filme é preconceituoso com esse grupo e ele fica ainda pior assim.

A nota em medalhas é:
Com certeza reprovado, nem imagem eu preciso por.
Share on Google Plus

About Cássio Barcellos

    Blogger Comment
    Facebook Comment